9 de outubro de 2012

Plantas Medicinais: Coentro


Saudações leitores do blog Conexão Social, hoje continuarei a série Plantas Medicinais, falando sobre os efeitos terapêuticos do Coentro. 

Ronielson Lima






Coentro (Coriandrum Sativum)



O coentro também é conhecido como Salsinha, Salsa-Chinesa, Salsa-Mexicana, Coriandro e Erva-Percevejo. Pertence a família Apiaceae.

Usos Tradicionais: cãibras, cistite, colesterol alto, cólica, conjuntivites, diarreia  disenteria, dor de dente, dores comuns, enxaqueca, febre, flatulência (gases intestinais), inchaços, indigestão, mau-humor, neuralgia, reumatismo, sarampo.

Propriedades Medicinais: afrodisíaco, antibacteriano, antifúngico, antiespasmódico, aperitivo, aromático, carminativo, diaforético, diurético, nervino, refrigerante, tônico estomacal.
Na medicina popular, o Coentro é acrescentado a ervas laxativas para amenizar qualquer dor abdominal que elas possam causar. É usado para ajudar a regular o colesterol. O óleo de massagem ou loção é usado para cãibras, neuralgia e reumatismo. Em forma de cataplasma ou compressas para reumatismo e juntas doloridas. Gargarejo para tordo, líquido para limpeza bucal e dores de dente e como um colírio para conjuntivite.

É dito que o perfume do óleo essencial melhora o humor. O óleo essencial do coentro é acrescentado à sabões, desodorantes e pastas de dentes.

Na culinária, as sementes são assadas antes de moer para aumentar o sabor, onde são utilizadas para temperar vários pratos da culinária latina, indiana, etíope e asiática. As folhas de coentro são usadas como uma guarnição crua no norte da Ásia e na culinária africana. A raiz também pode ser cozinhada como um legume. No Brasil, o coentro é muito apreciado em saladas, misturadas a outras verduras como a Alface e o Agrião. O uso excessivo pode ter um efeito narcótico.

O coentro é derivado da palavra grega koris, que significa “bicho de cama”. Isso se deve ao fato do coentro possuir um cheiro estranho assim que as folhas são moídas. É um dos temperos mais antigos utilizados pelo homem, tendo sido encontradas sementes na tumba do faraó egípcio Tuthankamun.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário