11 de outubro de 2012

Médicos param atendimentos a planos de saúde por 10 dias na PB


Em reunião realizada na noite desta quarta-feira (10) em João Pessoa, os médicos da Paraíbadecidiram aderir ao protesto nacional contra as operadoras de planos de saúde e parar o atendimento por 10 dias. A paralisação começa na segunda-feira (15), mas atendimentos de urgência e emergência não serão afetados.

O vice-presidente da Associação Médica da Paraíba, Otávio Sérgio Lopes, a expectativa é que 1,5 mil médicos suspendam as consultas e cirurgias eletivas por meio de 18 planos de saúde em toda a Paraíba. Só não serão paralisados os atendimentos da Unimed e o grupo Unidas, que abrange 18 planos de saúde cujos beneficiários são funcionários públicos.

Segundo a assessoria do Sindicato dos Médicos (Simed), a Unimed não é incluída na paralisação porque é uma cooperativa estatutária e os atendimentos não podem ser suspensos. O grupo Unidas, por sua vez, já fechou um acordo e a categoria só deve convocá-lo para uma nova negociação na segunda-feira.

Os médicos reivindicam reajuste nos honorários médicos, o fim da interferência das operadoras na relação médico-paciente, a inserção nos contratos de índices e periodicidade de reajustes além da fixação de outros critérios de contratualização.

Fonte: G1 Paraíba


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário