8 de outubro de 2012

Eleição Municipal em Mari.


Abertas as urnas, os municípios paraibanos conhecem seus prefeitos e vereadores para o mandato que compreende à 2013-2017. Na nossa cidade o prefeito eleito pelo povo foi Marcos Martins (PSB) da coligação “Com a Força do Povo”.

Para muitos o resultado da eleição na nossa cidade foi uma surpresa, pois Marcos não tinha um grupo político muito forte, além de seu concorrente está no poder (o que indiscutivelmente é uma vantagem). Marcos obteve 6.681 votos contra 6.065 de Antônio Gomes, portanto teve uma vantagem de 616 votos sobre Antônio Gomes.

A eleição de Marcos Martins, sem sombras de dúvidas, foi uma vitória histórica no nosso município, pois ela realmente nos mostrou qual o peso do seu nome na politica municipal, foi uma vitória liderada pelos mais humildes da nossa terra. Marcos venceu um prefeito que tinha uma avaliação positiva de cerca de 80%, portanto que realizava um bom mandato segundo a maioria estrondosa da população mariense e isso valoriza ainda mais esse feito. Portanto, acredito que o povo não quer tanta mudança assim, mas que acham que Marcos Martins é o mais preparado para guiar nossa cidade. Marcos Martins já governou o município por 8 (oito) anos entre 2001 e 2007. O aspecto negativo dessa eleição é que Mari sai dela sem uma oposição (pelo menos por enquanto), o que é ruim até para o prefeito eleito e, ainda,  todos sabemos que eleição para prefeito só em 2018 a não ser que aconteça alguma reviravolta política em Mari.

Agora é torcer, já meio que na certeza, que o vitorioso dessa eleição faça um bom mandato e continue guiando nossa cidade por um caminho de desenvolvimento e prosperidade.

Quanto a eleição para vereadores a situação foi a seguinte: o grupo de Antônio Gomes fez 6 (seis) vereadores e o grupo de Marcos Martins fez 5 (cinco). Foram eles: Vânia de Zú (PDT); Zélia dos transportes (PPL); Léo Teixeira (PMN); Marcondes Baltazar (PMDB); Gugu Xavier (PT do B); Magdiel Olinto (PRP) pela coligação “Avança Mari” e José Martins (PSD); Thiago Cabral (PSD); Nado do Ônibus (DEM); Edvaldo do Assentamento (PSB); Adriano Candido (Bonito) (PV) pela coligação “Com a Força do Povo”.

Temos ai o primeiro problema para o novo prefeito eleito nessa eleição, tentar ficar com a maioria na câmara municipal, o que não parece ser tão difícil.

Por fim, essa campanha fica marcada pelo equilíbrio, pois teve a menor diferença dos últimos anos na nossa cidade e também como a mais cara pelo que se pode ver. Os pontos negativos foram a confusão que ocorreu durante a tarde do dia 07 (sete) no centro de nossa cidade e pela clara e escancarada compra de votos realizada pelas duas chapas na eleição municipal, todo mundo viu e sabemos que é uma prática que vem se tornando cada vez mais cultural na nossa cidade. O pior é que nossas forças de segurança e de cumprimento da lei fingem não ver isso. 

Mas o que importa é que já temos um novo prefeito e devemos esquecer as diferenças de opiniões e torcer pelo de Marcos Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário