4 de setembro de 2012

Plantas Medicinais: Alho


Saudações leitores do blog Conexão Social, hoje continuarei a série Plantas Medicinais, falando sobre os efeitos terapêuticos do Alho.

Ronielson Lima







Alho (Allium Sativum)


O alho, Allium sativum, tem sido utilizado pelo homem como recurso culinário e terapêutico desde a Antiguidade. O papiro egípcio Ebers, que datado do século XVI a.C. é considerado o primeiro tratado médico conhecido, inclui o alho em mais de 700 fórmulas médicas.

"O alho era muito usado para evitar as doenças e afastar as epidemias. A tradução de uma inscrição na pirâmide de Queóps, construída cerca de 4500 anos a.C., refere que todas as manhãs cada escravo trabalhando na construção civil recebia do seu senhor uma cabeça de alho para lhe dar força e boa saúde."

Hoje em dia, graças à evolução da ciência química, é fácil perceber porquê. Os mais de 200 princípios ativos presentes no alho conferem-lhe propriedades que permitem combater inúmeras doenças, entre as quais as infecciosas, as vasculares, as oncológicas, além de retardar o envelhecimento celular.

O alho pertence à família das liliáceas, das quais fazem parte também a cebola, o espargo e o alho porro. A importância deste bolbo resulta dos seus componentes e pode consumir-se de múltiplas maneiras, mas o melhor é consumi-lo cru. A partir dos 60 graus centígrados perde as suas propriedades saudáveis.

Se a importância do alimento para o bom funcionamento do aparelho digestivo é indiscutível, no campo da medicina cardiovascular, suas propriedades são ainda mais evidentes. ‘‘O alho fresco possui alina, um aminoácido sulfurado que se transforma em alicina, princípio ativo antisséptico e eficaz no tratamento de doenças coronarianas’’. Sua ação no aparelho circulatório é auxiliar na prevenção de eventuais tromboses em vasos arteriais importantes, que irrigam coração, pulmão e cérebro.

As tromboses são consequência de coágulos sanguíneos que se formam e se desprendem podendo criar bloqueios no fluxo. E o alho tem justamente a propriedade de diminuir a agregação plaquetária e a quantidade de fibrinogênio. Igualmente importante é a sua capacidade de baixar a pressão arterial, o nível do mau colesterol e dos triglicerídeos. Por isso, o consumo de um dente de alho, 3 vezes ao dia é recomendado pelos médicos, principalmente para pessoas que estão no grupo de grande risco para o infarto, como diabéticos, hipertensas, obesas, com hipertireoidismo e que costumam exceder-se no tabagismo e bebidas alcoólicas.

O consumo de 3 dentes de alho por dia diminui o LDL, que é a lipoproteína que transporta colesterol para os tecidos. Nos diabéticos, a ingestão regular ajuda a controlar o nível de glicose. Para a saúde, a melhor forma de consumir o alho é cru mesmo. Frito ou cozido, porém, ainda conserva propriedades medicinais. Para conseguir uma ação preventiva e curativa, é preciso incluí-lo na rotina diária. ‘‘Ao tomar uma sopa, comer uma salada ou pão, aproveite e jogue pedacinhos de alho cru por cima’’. O ideal é ingerir, além de 3 dentes de alho ao dia, uma ou duas cebolas cruas, aí então, o remédio estará completo. Tanto o alho como a cebola são ricos no mineral germânio, antioxidante, capaz de neutralizar a ação dos radicais livres. Mas, nada de exagero no consumo, para não causar irritações gástricas.

Quando há equilíbrio interno no organismo, os reflexos manifestam-se logo no visual. E o uso frequente do alho, na dosagem recomendada pelos médicos, promove uma reorganização no funcionamento dos órgãos que acaba se refletindo na aparência externa. Uma vez que o alho fortalece as paredes das capilares e artérias, melhorando a circulação sanguínea, este movimento de dentro-para-fora, manifesta-se através de uma pele luminosa, com mais tônus e elasticidade. Toda a área periférica da pele passa a ser melhor irrigada e, portanto, ganha um aspecto mais saudável e bonito.

Dicas Para Aproveitar O Alho

1. É comum, após o consumo de alho, uma halitose (mal hálito) característica. Uma maneira de solucionar esse problema é ingerir suco de limão ou laranja logo a seguir. Mastigar por algum tempo alface, salsa, aipo, erva-doce, grãos de coentro e casca de maçã também solucionam esse incômodo.

2. Uma receita caseira que ajuda a dilatar as vias aéreas superiores e permite respirar melhor: coloque 3 dentes de alho numa xícara de chá fervendo e faça inalação. É ótimo também para aliviar dores de garganta, faringites e amigdalites.

3. Para acabar com a gripe, pegue um dente de alho e corte em quatro pedaços. Deixe tudo em um copo com água, em maceração, à noite, por 12 horas. Pela manhã, em jejum, tome a mistura. Repita por 2 ou 3 dias e terá alivio rápido da doença.

4. Ótimo também para diminuir o colesterol é tomar um chá feito com um dente de alho fervido em um copo de água.

Acesse as outras postagens da série:


2- Plantas Medicinais: Alho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário