19 de setembro de 2012

Novo calendário letivo da UFPB é aprovado pelo Consepe


O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) aprovou, na manhã desta terça-feira (18), o novo calendário letivo da instituição, que foi proposto pela Coordenação de Escolaridade (Codesc) na útima quinta (13). Foi necessário elaborar um novo cronograma devido aos quatro meses de greve deflagrados pelos professores da UFPB. As aulas voltaram nesta segunda-feira (17).

De acordo com a proposta da Codesc, as aulas vão do dia 17 de setembro até o dia 6 de novembro, quando termina o primeiro período letivo. Já o segundo período, de acordo com o coordenador da Codesc, Severino Elias, começa no dia 26 de novembro e vai até o mês de abril.

O recesso acontece entre um período e outro e nas festas de fim de ano. “Os alunos podem ficar tranquilos porque a instituição vai repor os 52 dias letivos que faltam para completar o primeiro período”, afirmou Severino Elias.

Severino Elias explicou ainda que, ao contrário dos boatos, não vai haver aulas nos sábados. “O sábado, desde 1980, sempre foi incluído como dia letivo, caso algum docente precise de uma aula extra, aula de laboratório. Isso não quer dizer que, por conta da greve, haverá aulas aos sábados”, acrescentou.

UFCG

Os professores voltam às salas de aula da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) no dia 24 de setembro, uma segunda-feira. O novo calendário letivo ainda será discutido esta semana e divulgado até a sexta-feira (21), segundo informou a assessoria de imprensa da instituição. Porém, o pró-reitor de Ensino, Vicemário Simões, adiantou que a previsão de encerramento do primeiro perído de 2012 é até o final da primeira quinzena de novembro, incluindo o período de exames finais. A conclusão do ano letivo de 2012 está prevista para o final de abril de 2013.

Vicemário Simões ainda explicou que podem haver aulas aos sábados. "O sábado é considerado dia letivo e é muito utilizado para aula de campo, aplicação de provas, etc. Os professores poderão utilizar, desde que combinado com os alunos", comentou.

A greve na UFCG teve início no dia 17 de maio e é a instituição federal de ensino superior paraibana onde as aulas ficaram paradas por mais tempo: quatro meses e uma semana.

IFPB

Assim como na UFCG, as aulas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB) retornam no dia 24 de setembro. Ainda não há definições sobre o novo calendário letivo, que ainda está sendo discutido. A greve do IFPB teve início no dia 6 de junho quando os professores e trabalhadores técnico-administrativos do campus de João Pessoa paralisaram as atividades. Os professores dos outros campi aderiram à greve gradativamente.

Fonte: G1 Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário