6 de agosto de 2012

Submarino britânico utilizado para mapear oceanos chega perto dos 6 mil metros de profundidade


Veículo submergível terá capacidade para navegar autonomamente por até 60 horas.


Ainda falta muito para que possamos conhecer com exatidão os oceanos do planeta. É verdade que sabemos onde eles começam e terminam, mas o que existe abaixo dos primeiros metros de água ainda é um mistério para a comunidade científica. Pensando nisso, cientistas do Reino Unido desenvolveram o Autosub6000, um submarino autônomo que pode garantir um mapeamento muito mais completo das porções oceânicas.

Composto por titânio e outras ligas, o veículo de 3 toneladas terá baterias capazes de alimentá-lo por até 60 horas – o que deve ser suficiente para uma varredura de até 350 quilômetros dos oceanos. Ele é considerado um submarino autônomo porque dispensa a utilização de cabos que o conecte a um navio onde ficam as plataformas de controle.


Desde 2010, o Autosub 6000 está sendo utilizado para criar mapeamentos mais completos do fundo do mar – o que inclui a anotação de recifes de corais, fendas e outros obstáculos que possam atrapalhar os veículos submarinos que futuramente podem atingir essas profundidades mais extremas (no momento, até 5.600 metros podem ser atingidos). Será que em breve teremos algum submarino capaz de nos levar até as zonas abissais?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário