5 de julho de 2012

Pelo menos 20 concursos realizados por prefeituras da PB podem ser anulados, diz MP

Pelo menos vinte concursos públicos realizados por prefeituras paraibanas podem ser anulados. A afirmação é do Procurador-Geral de Justiça da Paraíba, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho.

O Ministério Público da Paraíba recomendou a anulação dos concursos públicos que tenham sido organizados pela Metta Concursos & Consultoria Ltda., onde os candidatos ainda não foram nomeados e empossados.

Veja lista de prefeituras com concursos realizados pela Metta Consultoria em andamento:

Prefeitura Municipal de Emas
Prefeitura Municipal de Manaíra
Prefeitura Municipal de Santa Cecília
Prefeitura Municipal de São José dos Ramos
Prefeitura Municipal de Nova Floresta
Prefeitura Municipal de Pocinhos
Prefeitura Municipal de Santo André
Prefeitura Municipal de Serra da Raiz
Prefeitura Municipal de Duas Estradas
Prefeitura Municipal de Itapororoca
Prefeitura Municipal de Dona Inês
Prefeitura Municipal de Caldas Brandão
Prefeitura Municipal de Princesa Isabel
Prefeitura Municipal de Mataraca
Prefeitura Municipal de Santa Luzia
Prefeitura Municipal de Nova Olinda
Prefeitura Municipal de Conceição
Prefeitura Municipal de Pombal
Prefeitura Municipal de Caiçara
Prefeitura Municipal de Mataraca

Além destas, outras prefeituras podem estar envolvidas e poderão ter concursos anulados. As recomendações são um desdobramento da ‘Operação Gabarito’, que desarticulou no dia 18 de junho um esquema criminosa de fraude em concursos públicos, no município de Caldas Brandão (a 60 quilômetros da Capital), envolvendo servidores da prefeitura e a empresa Metta.

Segundo o promotor de Justiça que coordena o Caop, José Raldeck de Oliveira, a empresa vem sendo apontada como mentora e beneficiária de uma rede de corrupção destinada a fraudar concursos públicos.

Além de Caldas Brandão, o MP também constatou o esquema criminoso em Serra Talhada (PE) e em Martins (RN). Segundo ele, os gestores poderão sair dos cargos e até serem presos.

“Os prefeitos poderão sair do cargo. Eles vão responder criminalmente e administrativamente”, afirmou.
Concursos já realizados
O Ministério Público da Paraíba também vai analisar e investigar a coincidência de nomes e sobrenomes entre pessoas aprovadas em concursos públicos municipais e gestores (prefeitos, vice-prefeitos, secretários, presidentes de câmara e vereadores) de 44 cidades paraibanas.

A lista de nomes envolve 23 concursos públicos realizados pela Metta Consultoria e 21 pela empresa Exame Consultoria. O procurador Oswaldo Trigueiro lembrou que a lista com o cruzamento dos nomes foi elaborada pelos técnicos do serviço de inteligência do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) e repassada no final da tarde da última terça-feira para o Ministério Público.

Segundo Oswaldo Trigueiro, nesses casos, os concursados de 2009 até o presente momento poderão deixar os cargos.

“Isso pode ser uma mera coincidência, mas não podemos deixar de apurar”, declarou.

Fonte: Expresso PB via Portal da Correio


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário