24 de julho de 2012

Doenças Tropicais: Cólera


Continuando a série Doenças Tropicais, publicada semanalmente na coluna de sáude do Blog Conexão Social, hoje falaremos sobre a Cólera. Próxima semana será falado sobre a Leishmaniose .

Ronielson Lima


 Cólera

Cólera é uma doença infectocontagiosa aguda do intestino delgado, causada por uma enterotoxina produzida pela bactéria vibrio colérico (Vibrio cholerae).
A transmissão é fecal-oral e se dá através da água e de alimentos contaminados pelas fezes ou pela manipulação de alimentos por pessoas infectadas, sejam elas sintomáticas ou não. Já foram registrados casos em que peixes, frutos do mar, como ostras e mexilhões, crus ou mal cozidos, e gelo fabricado com água não tratada foram veículos de transmissão da doença. A enfermidade é de notificação compulsória às autoridades de saúde.
Epidemias de cólera são comuns em regiões de acampamentos e aglomeração humana, onde as condições de higiene e saneamento básico são precárias ou inexistentes.

Vibrio cholerae
Prevenção e sintomas

Saneamento básico e medidas simples de higiene são pré-requisitos fundamentais na prevenção dos surtos de cólera.
O principal sintoma é a diarreia volumosa, que começa de repente, acompanhada por vômitos, mas raramente por febre e dores abdominais. As fezes são líquidas, acinzentadas sem odor fétido nem sinais de sangue ou pus. Em questão de poucas horas, a perda excessiva de água e de sais minerais nas evacuações pode resultar em desidratação grave, baixa expressiva da pressão arterial, insuficiência renal e coma, que pode levar à morte.

Diagnóstico

Os sintomas clínicos e exames laboratoriais de cultura de fezes para identificar a presença do vibrião são elementos essenciais para o diagnóstico da cólera. É sempre importante estabelecer o diagnóstico diferencial com outros tipos de diarreia para identificar e isolar o vibrião colérico.



Vacinas

As vacinas disponíveis contra a cólera oferecem proteção relativa e de curta duração. Por isso, não são aplicadas rotineiramente na população.

Tratamento

A reidratação é a medida terapêutica mais importante no tratamento da cólera. Ela pode ser feita por via oral com soro caseiro ou com soluções farmacológicas reidratantes.
Medicamentos antidiarreicos, antiespasmódicos e à base de cortisona são contraindicados no tratamento da cólera. Embora o uso de alguns antibióticos possa ser preconizado para o controle da doença, eles só devem ser intrroduzidos sob orientação médica, a fim de evitar que o vibrião adquira resistência contra eles.

Recomendações

* Lave constantemente as mãos com água e sabão, qualquer sabão;
* Evite ingerir alimentos crus ou mal cozidos, se não tiver certeza sobre sua origem e formas de preparo;
* Use hipoclorito de sódio para purificar a água que não foi devidamente tratada;
* Mantenha limpos todos os utensílios usados na mesa e na cozinha;
* Mergulhe verduras, legumes e frutas na água com algumas gotas de hipoclorito ou uma colher de água sanitária antes de consumi-los;
* Não consuma alimentos de procedência duvidosa.


 
Acesse as outras postagens da série:

7- Doenças Tropicais: Cólera




Outras séries do Blog Conexão Social:

Plantas Medicinais 

Biomas Brasileiros

Um comentário:

  1. Opa,boa tarde,Olha eu aqui denovo,blog muito bom,sempre que dá passo por aqui,continua postando ai,quero ver isso aqui cada vez melhor,alguem ai sabe desse site http://www.rastreadorgps.org/ ? to querendo saber se é bom,dizem que rastrea carro,moto,pessoas até...alguem ja ouvir falar?abraços,bom trabalho ai com o blog que ta fera!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário