28 de junho de 2012

PF e MP fazem operação para prender suspeitos de superfaturamento em contratação de banda de forró na PB


Uma operação da Polícia Federal, do Ministério Público da Paraíba e da Controladoria Geral da União (CGU) está sendo realizada na manhã desta quinta-feira (28) em várias cidades do estado para prender pessoas suspeitas de participação em fraudes na contratação de atrações musicais para shows durante o período do São João. O MP informou que há mandados de prisão contra os prefeitos das cidades de Sapé, Solânea e Alhandra.

De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime (Gaeco) do MP, 14 cidades são alvo da operação chamada de pão e circo. Dos 14 alvos, 13 são prefeituras suspeitas de superfaturamento nos contratos das bandas. São 65 mandados de busca e apreensão e 28 de prisão temporária. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério Público, há mandados contra prefeitos, esposas de prefeitos, sobrinhos e secretários de prefeituras.

O G1 entrou em contato com as prefeituras de Sapé, Solânea e Alhandra, mas não conseguiu informações sobre a operação. Em Sapé, uma funcionária atendeu à ligação, mas disse que não tinha nada para informar à imprensa.

Não foram reveladas todas as cidades onde os agentes estão realizando a operação, mas algumas foram citadas. João Pessoa,Cabedelo, Santa Rita, Mamanguape,Itapororoca, Capim, Sapé, Solânea, Alhandra e Boa Ventura são algumas das cidades.

Em outras cidades, a operação tem apenas mandados de busca e apreensão. A Polícia Federal informou que está realizando varreduras em algumas prefeituras em busca de documentos relativos a contratos com o Ministério do Turismo, como é o caso da cidade de Boa Ventura, no Sertão paraibano.

Fonte: G1 Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário