20 de junho de 2012

Fraudes em concursos públicos

Essa semana um fato grave chamou atenção dos brasileiros, depois de uma matéria no fantástico mostrar como é feito o esquema de corrupção em concursos públicos (no domingo), os paraibanos foram pegos de surpresa com a notícia de que havia tido uma operação da polícia que prendeu funcionários  públicos da prefeitura de Caldas Brandão e o dono da Metta concursos e consultoria (na segunda-feira).


Operação prende suspeitos de fraudes em concursos públicos na Paraíba

Há muito tempo sabe-se que os concursos públicos, principalmente municipais, viraram uma forma de colocar apadrinhados políticos no serviço público, e para nossa surpresa nada acontecia.

E o pior é que muitos desses apadrinhados, nem disfarçam, falam abertamente que só estão no cargo devido a indicações. Inclusive já ouvi de pessoas que trabalham em prefeituras da região que chega a se falar abertamente desse tipo de coisa, a sensação de impunidade é a grande culpada.

Ainda bem que no auge de sua inteligência prefeitos, vereadores e empresas corruptas não fazem a indicação de todas as vagas, pois, poderia ser muito suspeito, só por isso sobra vaga para os "normais", concurseiros que se esforçam para alcançar o objetivo.

Acredito que, em nível estadual, depois do esquema investigado em Caldas Brandão as prefeituras que recentemente contrataram a empresa Metta concursos para aplicar seus concursos públicos serão as primeiras a serem investigadas e, depois disso, nós cidadãos corretos, esperamos que outras empresas e prefeituras também sejam investigadas, porque, uma coisa podemos garantir não falta corrupção nesse meio. E depois da matéria publicada pelo fantástico (onde todas as empresas citadas eram do Sul do Brasil, mas no resto do país não deve ser muito diferente) esperamos que aumente a vigilância da justiça nos concursos públicos no resto do país também. 

Pena que a justiça, principalmente, a paraibana tem condições precárias, principalmente no interior, onde promotores, juízes e defensores cuidam de diversas cidades, muitas vezes só dão expediente uma vez por semana em algumas delas, e com isso acabam não cuidando como deveriam de nenhuma delas. Essas instituições são muito importantes no combate a corrupção e isso contribui com a sensação de impunidade que vivenciamos no interior do Brasil.

Temos que pensar também em mudanças na lei que dificultem as fraudes, facilitem as investigações e aumentem as penas as três partes envolvidas: a empresa, o gestor público e o funcionário que passou irregularmente. Na minha visão a empresa deveria ser automaticamente extinta e deveria indenizar os prejudicados, o gestor público deveria ser impedido de assumir cargos públicos e preso e o funcionário aprovado irregularmente deveria ser obrigado a devolver aos cofres públicos cada centavo que recebeu irregularmente, se não tivesse recursos, poderia ser estipulado uma indenização aos prejudicados além de ser preso.

Esse tipo de fraude causa enormes prejuízos ao serviço público, pois, as pessoas que são aprovadas nessas condições, não servem ao público (como deve fazer um funcionário público), servem ao político que os colocou lá. Eles se acham mais importantes que os funcionários que foram aprovados por méritos, pois, tem o apoio de quem os colocou lá, assim, não tem seu cargo ameaçado, mesmo, que prestem um péssimo serviço ao público.

Deixamos aqui, a esperança que diminuam essas fraudes, por respeito ao povo brasileiro, esperamos um aumento nas penalidades dessas pessoas, pois, causam enormes frustrações a quem espera melhorar de vida com um cargo público. Falo isso mesmo tendo sido aprovado no concurso de Caldas Brandão e agora o concurso está prestes a ser cancelado, como fica a situação das pessoas que, como Eu, passaram por méritos e agora devido a suspeitas de corrupção ter sua expectativa de emprego frustrada? Não acho justo, mas, Eu que sempre pedi investigação nesses concursos (principalmente municipais) não posso voltar atrás agora. Que a justiça seja feita, pois, para entrar no serviço público deve-se ter mérito!


Rondynelle Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário