23 de maio de 2012

43 instituições de ensino superior aderiram à greve de professores


Professores da UFCG votaram pela greve por tempo indeterminado durante assembleia (Foto: Adufcg/Divulgação)A greve de professores já atinge pelo menos 41 universidades federais e dois institutos federais em 19 estados, segundo a Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes). A greve é por tempo indeterminado. Os professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),  Universidade Federal Fluminense (UFF) e Unifesp aderiram ao movimento nesta terça-feira (22).

Na quinta-feira (17), quando foi iniciado o movimento, a adesão era de 29 instituições federais. A categoria pleiteia carreira única com incorporação das gratificações em 13 níveis remuneratórios, variação de 5% entre níveis a partir do piso para regime de 20 horas correspondente ao salário mínimo do Dieese (atualmente calculado em R$ 2.329,35), e percentuais de acréscimo relativos à titulação e ao regime de trabalho.

m nota, a Andes afirmou que fará duas reuniões com representantes do Ministério da Educação, uma nesta quarta-feira (23) e outra na próxima segunda-feira (28). No entanto, o MEC não confirmou tais encontros.

O comando nacional de greve ainda informou que foram constituídos comitês locais nas instituições que aderiram ao movimento para avaliar quais atividades não podem ser interrompidas, como hospitais universitários. Nestes casos, segundo o sindicato, os professores devem organizar escalas de serviço para que o atendimento à população não seja prejudicado.

No início da noite da última quinta-feira, o Ministério da Educação divulgou uma nota: 

"O Ministério da Educação informa que as negociações salariais com o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) começaram em agosto passado, quando foi acertada a proposição de um reajuste salarial linear de 4%, a partir de março de 2012. Entretanto, diante da lenta tramitação do projeto de lei proposto pela Presidência da República ao Legislativo, o ministro Aloizio Mercadante interferiu diretamente junto a presidenta Dilma Rousseff, no sentido de retirar o PL e transformá-lo em Medida Provisória.

A MP foi assinada na sexta-feira, 11, e publicada no Diário Oficial na segunda, 14, assegurando o reajuste de 4% retroativo ao mês de março, além das gratificações específicas do magistério superior (Gemas) e de atividade docente do ensino básico, técnico e tecnológico (Gedbt).

Com relação ao plano de carreira dos professores e funcionários, a negociação prevê sua aplicação somente em 2013. Os recursos devem ser definidos na LDO até agosto deste ano, o que significa que há prazo e prioridade. As negociações com o Ministério do Planejamento e as representações sindicais seguem abertas".

Fonte: G1 Paraíba

Veja as universidades e institutos federais que têm professores em greve
1 - Universidade Federal do Amazonas (AM)
2 - Universidade Federal de Rondônia (RO)
3 - Universidade Federal Rural do Amazonas (PA)
4 - Universidade Federal do Pará (campus Central e Marabá) (PA)
5 - Universidade Federal do Oeste do Pará (PA)
6 - Universidade Federal do Amapá (AP)
7 - Universidade Federal do Maranhão (MA)
8 - Universidade Federal do Piauí (PI)
9 - Universidade Federal do Semi-Árido (RN)
10 - Universidade Federal da Paraíba (campus João Pessoa, Patos e Cajazeiras (PB)
11 - Universidade Federal de Campina Grande (PB)
12 - Universidade Federal Rural de Pernambuco (PE)
13 - Universidade Federal de Alagoas (AL)
14 - Universidade Federal de Sergipe (SE)
15 - Universidade Federal do Triângulo Mineiro (MG)
16 - Universidade Federal de Uberlândia (MG)
17 - Universidade Federal de Viçosa (MG)
18 - Universidade Federal de Lavras (MG)
19 - Universidade Federal de Ouro Preto (MG)
20 - Universidade Federal de São João Del Rey (MG)
21 - Universidade Federal do Espírito Santo (ES)
22 - Universidade Federal do Paraná (PR)
23 - Universidade Federal do Rio Grande (RS)
24 - Universidade Federal do Mato Grosso (campus Cuiabá e Rondonópolis (MT)
25 - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (RJ)
26 - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (MG)
27 - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (PR)
28 - Instituto Federal do Piauí (PI)
29 - Instituto Federal de Minas Gerais (MG)
30 - Universidade Federal do Recôncavo Baiano (BA)
31 - Universidade Federal do Vale do São Francisco/Juazeiro (BA)
32 - Universidade Federal de Pernambuco (PE)
33 - Universidade Federal do Acre (AC)
34 - Universidade Federal do Rio de Janeiro (RJ)
35 - Centro Federal de Educação Tecnológica de MG (MG)
36 - Universidade Federal Fluminense (RJ)
37 - Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp)
38 - Universidade Federal de Roraima (RR)
39 - Universidade Federal de Goiás (GO)
40 - Universidade de Brasília (DF)
41 - Universidade Federal de Juiz de Fora (MG)
42 - Universidade Federal do Pampa (RS)
43 - Universidade Federal de Alfenas (MG)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário