10 de fevereiro de 2012

Blog Conexão Social - Empreendedorismo a Arte da Inovação


Todos sabem que vivemos em mundo de essência capitalista, de tal forma que as pessoas buscam a alto-realização financeira a todo o momento. Nesse sentido esta semana o Blog Conexão Social abordará neste artigo a visão empreendedora do leitor, atentando a características e dicas de como funciona o papel do gestor e qual os principais pontos-chave para abrir o próprio negócio.

O mundo dos negócios atualmente é dominado por pessoas que possuem a visão empreendedora o qual vem se tornando um dos assuntos mais discutidos, tanto que as universidades estão focando ou tentando descobrir uma forma de focar e orientar os profissionais do futuro para este meio, pois se pode observar que, devido à competitividade, os profissionais que não possuem a característica da visão empreendedora dificilmente vencerão no mercado.

Para facilitar o entendimento deste assunto, Luiz Marins publicou no site “guiaRH” as principais características do empreendedor:

1. Boas idéias são comuns a muitas pessoas. A diferença está naqueles que conseguem fazer as idéias transformarem-se em realidade, isto é, implementar as idéias. A maioria das pessoas fica apenas na "boa idéia" e não passam para a ação. O empreendedor passa do pensamento à ação e faz as coisas acontecerem; 

2. Todo empreendedor tem uma verdadeira paixão por aquilo que faz. Paixão faz a diferença. Entusiasmo e Paixão são as principais características de um empreendedor! 

3. O empreendedor é aquele que consegue escolher entre várias alternativas e não fica pensando no que deixou para trás. Sabe ter foco e fica focado no que quer; 

4. O empreendedor tem profundo conhecimento daquilo que quer e daquilo que faz e se esforça continuadamente para aumentar esse conhecimento sob todas as formas possíveis; 

5. O empreendedor tem uma tenacidade incrível. Ele não desiste! 

6. O empreendedor acredita na sua própria capacidade. Tem alto grau de autoconfiança; 

7. O empreendedor não tem fracassos. Ele vê os "fracassos" como oportunidades de aprendizagem e segue em frente; 

8. O empreendedor faz uso de sua imaginação. Ele imagina-se sempre vencedor; 

9. O empreendedor tem sempre uma visão de vários cenários pela frente. Tem, na cabeça, várias alternativas para vencer; 

10. O empreendedor nunca se acha uma "vítima". Ele não fica parado, reclamando das coisas e dos acontecimentos. Ele age para modificar a realidade!

Você possui estas características ou até mesmo uma boa parte delas? Caso sim é um bom sinal para você pensar em abrir seu próprio negócio. Mas fique atento, pois outros sinais podem influenciar a sua decisão.

Joseph Anthony publicou em fevereiro de 2011 no site da Microsoft Empresas sete dicas importantes para que as pessoas possam identificar se é a hora certa ou se esta possui o perfil indicado para abrir o próprio negocio. São elas:

1. Você vem de uma linhagem de pessoas que não conseguem trabalhar para terceiros. Não falo isso em tom pejorativo. As pessoas bem-sucedidas com seus próprios negócios costumam ter pais que trabalhavam por conta própria. Em geral, é mais fácil conseguir um emprego em uma empresa do que começar seu próprio negócio; as pessoas que começam por conta própria costumam ter o exemplo direto do pai ou da mãe como referência. 

2. Você é um empregado relapso. As pessoas que começam seu próprio negócio costumam ter sido demitidas ou ter saído de mais de um emprego. Isso não significa ser dispensado por falta de trabalho ou transferido de um emprego para outro com melhor salário — você foi convidado a sair ou saiu antes de ser demitido. Imagine isso como o mercado lhe informando que a única pessoa que pode motivá-lo e gerenciá-lo com eficácia é você mesmo. 

3. Você vê mais de uma definição de "segurança profissional". Tenho profunda inveja das poucas pessoas que conheço que permaneceram com o mesmo empregador por 25 ou 30 anos. Parecem ter uma vida incrivelmente estável. Mas quantas pessoas que você conhece são capazes de permanecer em uma empresa por tanto tempo? Em uma economia em constante transformação, a segurança no emprego pode ser assustadoramente fugaz. 

4. Você já avançou tudo que podia ou não vai chegar a lugar nenhum. Certas vezes, a motivação para iniciar um novo empreendimento advém de chegar ao topo de uma certa hierarquia, olhar para os lados e se perguntar: "E agora, para onde ir?" O sucesso rápido pode ser uma maravilha, mas a aposentadoria precoce pode, certas vezes, abater totalmente pessoas muito energéticas e motivadas. 

5. Você já fez uma pesquisa de mercado. Nem fale comigo sobre sua brilhante idéia comercial se não tiver feito uma pausa para observar se há mercado para seu produto ou serviço. Conforme muita gente por trás de vários empreendimentos virtuais fracassados poderá lhe contar, "legal" não chega a ser o melhor sinônimo de "rentável". Nem pense em montar algo sem antes vislumbrar boas chances de atrair clientes. 

6. Você tem o apoio da família. Iniciar um negócio é estressante, mesmo nas melhores circunstâncias. Tentar fazer isso sem o apoio do cônjuge ou de outros familiares significativos ou amigos seria, provavelmente, intolerável. 

7. Você sabe que não pode fazer isso sozinho. Você pode ser o máximo como promotor de negócios. Ou talvez adore administrar as finanças da empresa. Você pode ser o tipo que inicia um negócio por ter o dom ou o conhecimento técnico exclusivo de criar um produto. 

Se você possui a determinação de abrir seu próprio negócio e as características aqui informadas estão a seu favor, vá em frente e persista pois o caminho para o sucesso não é fácil, mas através da sua visão de futuro, de um pensamento longe e da sua atualização constante com o cotidiano você certamente se encaixará a frente de varias pessoas e este é o ponto chave para o sucesso. 

Referencias: 

Guia RH: O portal de Recursos Humanos – www.guiarh.com.br 

Microsoft Empresas: Para Pequenas e Médias Empresas - www.microsoft.com/brasil/empresas/



Por: Huston Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário